Terça-feira, 6 de Julho de 2010

Sapo

O sapo é um anfíbio e possui uma vida aquática e terrestre. Existe quase 5 mil espécies de sapos na natureza. Algumas espécies possuem glândulas na cabeça, onde produzem um veneno tóxico para espantar ou até mesmo matar outros animais que ofereçam algum tipo de perigo. 

Quando chega sua época de reprodução, na primavera, os sapos coaxam para atrair suas fêmeas. Quando se encontram, o macho abraça a fêmea, posicionado sobre esta. Durante o abraço, macho e fêmea eliminam suas gametas no mesmo instante.

Formam-se então ovos, envolvidos por muco, para que assim se prendam com facilidade em pedras e em plantas aquáticas.

Após algum tempo, os girinos saem dos ovos e já sabem nadar. O sapo se distingue da rã pelas membranas interdigitais pouco desenvolvidas e pela pele mais seca e rugosa. 

 

 

Os anfíbios dependem da água para a postura de ovos, pois estes não têm casca, e para manter a pele húmida necessária para a realização da respiração cutânea na qual a troca de gases é feita pela pele. A respiração cutânea é necessária pois a respiração pulmonar não é completamente eficiente.

 

Os sapos capturam as suas presas lançando a sua língua longa, viscosa e pegajosa.

 

 

 

 

publicado por Animalia às 15:00
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Status

Nome do blog: Animalia

E-mail: blog.animalia@hotmail.com

Facebook: Aqui

Data de ínico: 23 de Março de 2010

Gerentes: Teresa Catarina

Colaboradora: Ana

Contador de visitas:

Contador grátis
Desde 11 de Setembro de 2010
ESTE BLOG ENCONTRA-SE ENCERRADO!
">
">
” title=